Membro

Viviane Cordeiro Veiga

Nome em citações bibliográficas: VEIGA, V. C.;Veiga, Viviane Cordeiro;Veiga, V.;Veiga, Viviane C.;Veiga, VC;Veiga VC;DONORS (Donation Network to Optimise Organ Recovery Study);BRICNet;SPREAD Investigators;VEIGA, VIVIANE C
Viviane Cordeiro Veiga

Endereço Profissional:
Hospital Beneficência Portuguesa


(11) 3505-5905




Especialista em medicina intensiva e cardiologia.

Possui graduação em Medicina pela Universidade de Mogi das Cruzes (2000). Mestrado pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP – 2008) e Doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (2013).

Título de especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (2004) e Título de Especialista em Medicina Intensiva pela AMIB – Associação de Medicina Intensiva Brasileira (2009).

É coordenadora do grupo de PCR (Time de Resposta Rápida), Médica coordenadora das Unidades de Terapia Intensiva Neurológica e da CTI do Hospital Beneficência Portuguesa – São Paulo, Coordenadora da Residência Médica de Terapia Intensiva e Preceptora da Residência de Clínica Médica do Hospital Beneficência Portuguesa.

Professora convidada do MBA da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Avaliadora Líder de Serviços em Saúde do IQG – Health Services Accreditation.


Viviane Cordeiro Veiga

Endereço Profissional:
Hospital Beneficência Portuguesa


(11) 3505-5905




Especialista em medicina intensiva e cardiologia.

Possui graduação em Medicina pela Universidade de Mogi das Cruzes (2000). Mestrado pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP – 2008) e Doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (2013).

Título de especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (2004) e Título de Especialista em Medicina Intensiva pela AMIB – Associação de Medicina Intensiva Brasileira (2009).

É coordenadora do grupo de PCR (Time de Resposta Rápida), Médica coordenadora das Unidades de Terapia Intensiva Neurológica e da CTI do Hospital Beneficência Portuguesa – São Paulo, Coordenadora da Residência Médica de Terapia Intensiva e Preceptora da Residência de Clínica Médica do Hospital Beneficência Portuguesa.

Professora convidada do MBA da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Avaliadora Líder de Serviços em Saúde do IQG – Health Services Accreditation.


Viviane Cordeiro Veiga

Currículo Profissional


  • Atuação Profissional
  • Formação acadêmica
  • Formação Complementar
  • Prêmios e títulos
  • Projetos de pesquisa
  • Hospital Beneficência Portuguesa – São Paulo, HBP, Brasil.

2014 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Preceptora especialização clínica médica, Carga horária: 12

2012 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenadora Residência Médica de UTI, Carga horária: 20

2010 – Atual
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Coordenadora do grupo de PCR, Carga horária: 20

2002 – Atual
Vínculo: autônomo, Enquadramento Funcional: Médica assistente, Carga horária: 40
Outras informações
Médica assistente da Unidade de Terapia Intensiva Neurológica

2014 – 2016
Vínculo: Coordenadora UTI -, Enquadramento Funcional: Hospital São José

2010 – 2013
Vínculo: Coordenadora Pós-Graduação, Enquadramento Funcional: Coordenadora Pós-Graduação em Ecocardiografia, Carga horária: 12

2004 – 2013
Vínculo: Médica setor Ecocardiografia, Enquadramento Funcional: Médica assistente, Carga horária: 6

Atividades

01/2009 – Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Unidade de Terapia Intensiva Neurológica, .

Linhas de pesquisa
Atuação do time de resposta rápida nos indicadores de qualidade assistencial
01/2008 – Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de Farmácia e Padronização, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Farmácia e Padronização.
02/2004 – Atual
Serviços técnicos especializados , Unidade de Terapia Intensiva Neurológica, .

Serviço realizado
Médica assistente.
02/2004 – 12/2013
Ensino, Ecocardiografia, Nível: Outro

Disciplinas ministradas
Estágio de Ecocardiografia – Adulto (Pós-Graduação)
02/2009 – 12/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante, .

Cargo ou função
MEMBRO EFETIVO.
11/2008 – 02/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comitê de Ética Médica, .

Cargo ou função
Membro do Comitê de Ética Médica.


  • Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.

2015 – Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Curso de Analista da Qualidade
Outras informações
Disciplina – Técnicas de Avaliação e Auditoria em Saúde

2015 – Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor do MBA Executivo em Saúde
Outras informações
Disciplina – Auditoria em Saúde


  • Associação de Medicina Intensiva Brasileira, AMIB, Brasil.

2020 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Presidente do Comitê de analgesia e sedação

2019 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro do BOARD-DOTIN – Doação de Órgãos

2018 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Instrutor_Curso Morte Encefálica

2018 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Board_Curso Determinação Morte Encefálica

2014 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Instrutor – CITIN_
Outras informações
Instrutora do CITIN – Curso de Imersão em Terapia Intensiva Neurológica; Membro do Comitê de Neurointensivismo

2014 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Board_CITIN

2018 – 2019
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Presidente do Comitê de Neurointensivismo

2014 – 2017
Vínculo: Presidente do Comitê, Enquadramento Funcional: Presidente do Comitê de Analgesia e Sedação
Outras informações
Presidente do Comitê de Analgesia e Sedação

2014 – 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro do Comitê de Neurointensivismo


  • IQG – Health Services Accreditation, IQG, Brasil.

2012 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Prestadora de serviço
Outras informações
Membro do Comitê Técnico do Programa Brasileiro de Segurança do Paciente Avaliadora Líder de Metodologias de Acreditação em Saúde


  • Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.

2006 – 2013
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Aluna Pós-Graduação


  • Universidade Anhembi Morumbi, UAM, Brasil.

2013 – 2018
Vínculo: , Enquadramento Funcional: CLT, Carga horária: 20
Outras informações
Preceptoria – Terapia Intensiva


  • Universidade Cidade de São Paulo, UNICID, Brasil.

2009 – 2012
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 20

Atividades

09/2009 – Atual
Ensino, medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
TERAPIA INTENSIVA


  • Ultracron – Medicina Diagnóstica, UC, Brasil.

2003 – 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Médica ecocardiografista, Carga horária: 12


  • CTC Gênese Medicina Diagnóstica, CTC, Brasil.

2005 – 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Setor de Ecocardiografia


  • European Society of Intensive Care Medicine, ESICM, Bélgica.

2015 – Atual
Vínculo: Membro, Enquadramento Funcional: Membro


  • Associação Brasileira de Neurointensivismo, ABNI, Brasil.

2016 – Atual
Vínculo: Membro Fundadora, Enquadramento Funcional: Membro Fundadora


  • Sociedade Paulista de Terapia Intensiva, SOPATI, Brasil.

2020 – Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Presidente futura

2018 – 2019
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Membro da diretoria – 2ª Tesoureira


  • Instituto Latino Americano de Sepse, ILAS, Brasil.

2019 – Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador
Outras informações
Membro do Comitê de Divulgação do Conhecimento

  • 2009 – 2013

Doutorado em Ciências Médicas (Conceito CAPES 4).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Atuação do time de resposta rápida nos indicadores de melhoria da qualidade assistencial, Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Salomón Soriano Ordinola Rojas.


  • 2006 – 2008

Mestrado em Ciências Médicas (Conceito CAPES 4).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Avaliação Ecocardiográfica da Terapia de Ressincronização Cardíaca no Período de Dois Anos,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Salomón Soriano Ordinola Rojas.
Grande área: Ciências da Saúde


2001 – 2002

Especialização – Residência médica.
Hospital Beneficência Portuguesa – São Paulo, HBP, Brasil. Residência médica em: Cardiologia


  • 2012 – 2014

Especialização em Executivo em Saúde. (Carga Horária: 432h).
Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Título: Atuação do time de resposta rápida na redução de custos hospitalares.
Orientador: Prof. Jamil Moyses Filho.


  • 2009 – 2009

Especialização em Terapia intensiva.
Associação de Medicina Intensiva Brasileira, AMIB, Brasil.
Título: Título de especialista em medicina intensiva.


  • 2004 – 2004

Especialização em Título de Especialista em Cardiologia.
Sociedade Brasileira de Cardiologia, SBC, Brasil.
Título: Título de especialista em cardiologia.


  • 2003 – 2004

Especialização em Ecocardiografia.
Hospital Beneficência Portuguesa – São Paulo, HBP, Brasil.
Título: Avaliação do Ecocardiograma na Terapia de Ressincronização Cardíaca.


  • 1995 – 2000

Graduação em Medicina.
Universidade de Mogi das Cruzes, UMC, Brasil.


  • 1991 – 1993

Ensino Médio (2º grau).
Colégio Campos Salles, CCS, Brasil.

  • 2014 – 2014

ACLS – Advanced Cardiac Life Support. (Carga horária: 24h).
Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, SOCESP, Brasil.


  • 2012 – 2014

MBA em Executivo em Saúde. (Carga Horária: 448h).
Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.


  • 2012 – 2012

Curso Preparatório de Avaliadores SBA ONA. (Carga horária: 100h).
Organização Nacional de Acreditação – Associação, ONA, Brasil.


  • 2012 – 2012

Accreditation Canada International – Qmentum.
IQG – Health Services Accreditation, IQG, Brasil.


  • 2012 – 2012

Desenvolvimento de Gestores em UTI. (Carga horária: 36h).
Fundação Dom Cabral, FDC, Brasil.

  • 2016 – Homenagem da Liga Acadêmica de Medicina Intensiva e de Emergência da UNICID, UNICID – Liga de Medicina Intensiva e Emergência.

  • 2013 – Melhor Tema Livre – Categoria Neurointensivismo – XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva – Indução à hipotermia terapêutica induzida por irrigação vesical em hipertensão intracraniana, AMIB – Associação de Medicina Intensiva Brasileira.

  • 2013 – Melhor Tema Livre – Categoria Gestão, Qualidade – XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva – Atuação do time de resposta rápida na redução de custos hospitalares, AMIB – Associação de Medicina Intensiva Brasileira.

  • 2009 – Título de Especialista em Terapia Intensiva, Associação de Medicina Intensiva Brasileira.

  • 2004 – Título de Especialista em Cardiologia, Sociedade Brasileira de Cardiologia.
  • 2020 – Atual – Anticoagulação com heparina para aprimorar os resultados no choque séptico: um ensaio clínico randomizado de fase II – HALO

Descrição: Hypothesis: Intravenous (IV) unfractionated heparin (UFH) reduces mortality and morbidity when administered to patients with suspected septic shock. Objective: Our primary outcome of efficacy is vasopressor-free days. Study Design: A pragmatic open-label international randomized trial comparing therapeutic dose intravenous unfractionated heparin (UFH) to standard care venous thromboprophylaxis in patients diagnosed with septic shock.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador.


  • 2020 – Atual – Estudo RENOVATE – Ensaio clínico randomizado comparando cateter nasal de alto fluxo versus ventilação não-invasiva com pressão positiva na insuficiência respiratória aguda – estudo adaptativo, multicêntrico sobre a eficácia e segurança do cateter nasal de

Descrição: O principal objetivo do estudo é mostrar a não inferioridade do CNAF em diminuir a taxa de intubação orotraqueal na primeira semana de tratamento (D7) e a possível superioridade de acordo com os dados que vão se acumulando durante o estudo..

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador / ROJAS, SALOMON SORIANO ORDINOLA – Integrante.


  • 2020 – Atual – Eficácia e segurança do Tocilizumabe em pacientes com COVID-19 e preditores de gravidade: ensaio clínico randomizado

Descrição: Objetivo do estudo é demonstrar eficácia e segurança do uso de tocilizumabe, inibidor de interleucina-6, para o tratamento de pacientes com COVID-19 e preditores de gravidade.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador / Alexandre Biasi Cavalcanti – Integrante / Luciano Cesar Pontes de Azevedo – Integrante / Flavia Ribeiro Machado – Integrante / Regis Rosa Goulart – Integrante / Otavio Berwanger – Integrante.


  • 2020 – Atual – Avaliação dos Aspectos Organizacionais, Indicadores de Qualidade Assistencial e Características Epidemiológicas dos Pacientes Internados em Unidades de Terapia Intensiva

Descrição: Avaliar as características epidemiológicas, a evolução clínica e os indicadores de qualidade assistencial em pacientes internados em UTIs. Avaliação a associação de fatores organizacionais das UTIs e desfechos dos pacientes e indicadores de qualidade assistencial..

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador.


  • 2019 – Atual – Estudo Observacional Prospectivo Internacional na Terapia Intensiva (SYNAPSE-ICU)

Descrição: Desenho do estudo: Estudo Prospectivo, Observacional e de Coorte Patrocinadores: Universidade Milano Bicocca e Sociedade Europeia de Medicina Intensiva Objetivos: Os objetivos do estudo são: ? Avaliar os determinantes (área geográfica, gestão de UTI, patologia) da prática variações no monitoramento do PIC em cuidados neurológicos. ? Avaliar se as intervenções (medidas como Nível de Intensidade da Terapia) e investigações (neuromonitoramento adicional e neuroimagem) são diferentes em pacientes com lesão cerebral aguda com / sem monitoramento de PIC e em lesão cerebral não traumática em comparação ao TCE. ? Avaliar se ter um monitoramento do PIC e uma terapia orientada pela PIC melhora o resultado em longo prazo, medido com o GOS extendido..

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador / ROJAS, SALOMON SORIANO ORDINOLA – Integrante.


  • 2019 – Atual – IMPACTO MR – IMPACTO DAS INFECÇÕES POR MICROORGANISMOS RESISTENTES À ANTIMICROBIANOS EM PACIENTES INTERNADOS EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA ADULTO NO BRASIL – PLATAFORMA DE PROJETOS DE APOIO AO PLANO NACIONAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DA RESISTÊNCIA

Descrição: Estudo observacional prospectivo Objetivos Geral: Estabelecer uma plataforma de pesquisa colaborativa para apoiar o Plano de Ação Nacional de Prevenção e Controle da Resistência aos Antimicrobianos. Específicos primários: Plataforma de pesquisa conduzida em UTIs adulto brasileiras com os objetivos de: I. Avaliar estrutura e processos de comissões de controle de infecção hospitalar e laboratórios de microbiologia. II. Avaliar o impacto clínico da aquisição (colonização ou infecção) de microrganismos resistentes (MR). III. Avaliar o impacto econômico da aquisição de MR. IV. Avaliar fatores de risco para aquisição de MR. V. Avaliar a validade dos dados de infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) e MR reportados à ANVISA..

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador.


  • 2019 – Atual – Estudo Prospectivo Observacional sobre o Tratamento Clínico e Desfecho de Longo Prazo em Pacientes com HSA e AVCH na América Latina (Estudo POSSIBLE)

Descrição: Nós propomos a realização de um estudo prospectivo, multicêntrico, observacional para avaliar esta prática. Nós coletaremos dados de pacientes admitidos em unidades de terapia intensiva na América Latina durante quatro meses não consecutivos durante os anos de 2017 e 2018. Todos os pacientes serão acompanhados até a alta hospitalar e terão seu status vital e desfechos funcionais avaliados seis meses e um ano após o evento. As hipóteses são as seguintes: 1) As estratégias diagnósticas e de tratamento da HSA e do AVEh variam entre as regiões da América Latina, e de acordo com o tipo de hospital; 2) A frequência das admissões de HSA e AVEh apresenta uma variabilidade sazonal; 3) Unidades especializadas em pacientes neurológicos agudos graves podem ter um impacto positivo no desfecho funcional de pacientes internados com HSA e AVEh; 4) A exposição a determinados tipos de tratamentos (ex: anticonvulsivantes profiláticos) pode ter um impacto negativo no desfecho funcional a longo prazo.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador / ROJAS, SALOMON SORIANO ORDINOLA – Integrante.


  • 2018 – 2020 – Coorte Nacional de Pacientes Neurocríticos Internados em Unidades de Terapia Intensiva no Brasil (Neurocríticos Brasil)

Descrição: Objetivo: O Estudo visa a descrição dos pacientes internados com um diagnóstico primário neurológico nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) brasileiras. Método: Preenchimento eletrônico dos dados de todos os pacientes internados na UTI, no período de 01 maio de 2017 a 30 de maio de 2017 (30 dias consecutivos), cujo motivo de internação for um diagnóstico neurológico primário, acompanhados por 30 dias ou até a alta do hospital ou óbito..

Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador.


  • 2018 – Atual – MONITORIZAÇÃO NÃO INVASIVA DA PIC EM PACIENTES INTERNADOS EM TERAPIA INTENSIVA

Descrição: Objetivo primário Verificar a aplicabilidade do método não invasivo para monitorização da pressão intracraniana em pacientes internados sob cuidados intensivos, em pacientes com alteração da complacência ou suspeita clínica de hipertensão intracraniana. Objetivo específico Ao usar o método não invasivo descrito, fornecer monitoramento confiável da PIC e identificar potenciais indicadores na morfologia de onda da PIC relacionados ao comprometimento da complacência cerebral..

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador.


  • 2018 – Atual – IMPACTO MAPA – IDENTIFICANDO A MORTALIDADE ATRIBUÍVEL À SEPSE EM PACIENTES HOSPITALIZADOS NO BRASIL. UM ESTUDO DA PLATAFORMA DE PROJETO DE APOIO AO PLANO DE AÇÃO NACIONAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DA RESISTÊNCIA DE ANTIMICROBIANOS

Descrição: Objetivos: Primário: Mensurar a mortalidade atribuível da sepse em pacientes hospitalizados no Brasil. Secundários: 1. Tempo de estadia hospitalar em pacientes com ou sem sepse 2. Avaliar a mortalidade atribuível de outras complicações de internamento (infarto, acidente vascular cerebral, tromboembolismo pulmonar) 3. Avaliar qualidade de compleição de dados de prontuário 4. Avaliar a qualidade e coerência do preenchimento da declaração de óbitos hospitalares.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador.


  • 2017 – 2020 – Implementação de Protocolo clínico para manutenção do potencial doador em UTI – Ensaio clínico randomizado por cluster – DONORS Trial

Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador / ROJAS, SALOMON SORIANO ORDINOLA – Integrante.


  • 2017 – 2018 – Epidemiologia e caracterização dos pacientes de alto risco cirúrgico no Brasil (Projeto BRASIS)

Descrição: Primário: avaliar a epidemiologia, morbidade e mortalidade dos pacientes de alto risco cirúrgico nas diversas regiões do Brasil. Secundários: avaliar as características dos pacientes cirúrgicos de alto risco e sua correlação com complicações e morbi-mortalidade, buscar a definição dos pacientes que mais se beneficiam de cuidados intensivos no período pós-operatório e avaliar as diferenças regionais de oferta e demanda de cuidados intensivos pós-cirúrgicos.

Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador / ROJAS, SALOMON SORIANO ORDINOLA – Integrante.


  • 2016 – Atual – BaSICS – Estudo randomizado fatorial 2 x 2, para avaliar o efeito de uma solução cristalóide balanceada em comparação ao cloreto de sódio a 0,9% e infusão rápida x lenta, nos desfechos clínicos de pacientes gravemente enfermos

Descrição: Estudo randomizado, pragmático, multicêntrico, fatorial 2×2, baseado em registro de dados. Pacientes graves internados em UTI, de moderado a alto risco para lesão renal aguda, serão alocados aleatoriamente para receber uma solução cristaloide balanceada (Plasma-Lyte®) ou cloreto de sódio a 0,9%, e para receber cristaloides em bolus rápido (999 mL/h) versus lentamente (333 mL/h), quando houver necessidade de expansão plasmática..

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador / ROJAS, SALOMON SORIANO ORDINOLA – Integrante.


  • 2014 – 2014 – SPREAD – Sepsis Prevalence Assessment Databese

Descrição: Análise do Perfil Epidemiológico da Sepse Grave e Choque Séptico Dentro dos Diferentes Ambientes em Hospitais Brasileiros.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador / Rojas, Salomón Soriano Ordinola – Integrante / Flavia Machado – Integrante.


  • 2009 – 2013 – Atuação do time de resposta rápida nos indicadores de qualidade assistencial

Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador.


  • 2009 – 2011 – Estudo ACCESS: Um estudo controlado entre eritoran e placebo em pacientes com sepse grave.

Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Integrante / Salomón Soriano Ordinola Rojas – Coordenador.


  • 2009 – 2009 – Epidemiologia de Delirium em Unidades de Terapia Intensiva Brasileiras

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Coordenador / Salomón Soriano Ordinola Rojas – Integrante.


  • 2006 – 2008 – Avaliação Ecocardiográfica na Terapia de Ressincronização Cardíaca: Dois anos de seguimento

Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Viviane Cordeiro Veiga – Integrante / Salomón Soriano Ordinola Rojas – Coordenador.


Publicações no blog da BRICnet:



LogoBRICnet

Brazilian Research in Intensive Care Network – BRICNet, uma rede brasileira, independente e colaborativa para a realização de estudos clínicos na área de medicina intensiva.

Publicações recentes